Pandemia atrasa ida para o Timor Leste

Observatório Missionário  »  março 2021

O Projeto Sudeste Asiático, que está enviando para o Timor Leste, a família Araújo, Pr. Osmundo, Mari e Hadassa, tem sofrido sérios reveses, mas em todos vemos a mão do Senhor operando em Sua soberania.

No mês de março de 2020 Pr. Osmundo e família iniciou aquela que seria a sua última viagem de visita às Igrejas para divulgação em busca de parceiros para sustento e oração, antes de partirem para o Timor Leste. Estavam dispostos a irem, mesmo que o sustento ainda não estivesse completo, pois havia promessas de algumas igrejas de que começariam a apoiar assim que saíssem para o campo.

Essa última viagem era longa, para alguns estados do Nordeste, mas com um roteiro bem traçado. Porém, Deus tinha outros planos e o plano do missionário sofreu mudanças jamais sonhadas. No meio da viagem, foram surpreendidos pela paralização do país devido à pandemia do Coronavírus. Em seguida, Osmundo foi acometido por uma enfermidade que os médicos levaram quatro meses para chegar a um diagnóstico e ele acabou tendo que ir para o Recife PE, para ser tratado. Foram seis meses em tratamento para restauração da saúde. Nesse mesmo período, Deus abriu as portas para que a Mari, fizesse uma cirurgia de retirada da vesícula. Ela já estava na espera dessa cirurgia a muito tempo em Campo Grande MS, onde residem, mas nunca chegava o tempo. Em Recife, Deus abriu as portas e tudo foi feito.

Em todo esse tempo de tratamento, Osmundo, Mari e Hadassa foram acolhidos na casa dos missionários Eurico e Jaciane, um casal que Deus usou de um modo muito especial para cuidar deles com muita paciência, carinho e uma dedicação própria de servos de Deus.

Finalmente, recuperados, iniciaram a viagem de volta para Campo Grande, em janeiro deste 2021. No caminho de volta, visitaram algumas igrejas, em Salvador BA e Brasília DF.

Na passagem por Brasília estava nos planos a visita à embaixada do Timor-Leste a fim de verificar a possibilidade de vistos e viagem para o destino do Projeto. Mais uma vez houve necessidade de espera, pois a pandemia ainda está restringindo viagens internacionais saindo do Brasil para alguns destinos, e o Timor e as Filipinas estão entre estes países.

Chegando a Campo Grande, ainda havia mais uma surpresa: a família foi positivada pelo Coronavírus. Pelas misericórdias do Senhor, os sintomas não se agravaram e não houve necessidade de internação hospitalar. Depois de fazer o tratamento e cumprir os prazos todos ficaram bem.

Enquanto esperam a liberação de vistos para viajarem para a Ásia, Osmundo, Mari e Hadassa ficarão apoiando o trabalho na fronteira do Brasil com o Paraguai. O plano é auxiliar o projeto missionário lá a fim de ganhar um pouco mais de experiência. A diretoria da sua igreja enviadora e a AMI concordaram com esse trabalho em Mundo Novo MS. Do início de março, até sair o visto, mais um pequeno tempo de espera, mas servindo na seara.

O desejo da família era de estar desde meados de 2020 no Timor Leste, mas Deus tem dado paz, pois os problemas de saúde que foram resolvidos aqui, seriam muito complicados para serem resolvidos lá.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *