Ouvindo a voz de Deus

Selma Agnesini  »   dezembro 2021

“A voz do Senhor é poderosa; a voz do Senhor é cheia de majestade”.
Salmo 29.4

Neste salmo o Espírito Santo levou Davi a descrever uma tempestade, chamando-a de “a Voz do Senhor”, poderosa e cheia de majestade. O salmista a descreve como vindo do Oeste, derrubando árvores, quebrando os cedros do Líbano, separando labaredas, fazendo tremer o deserto, desnudando as brenhas. Quando este salmo era cantado no templo, os adoradores exclamavam “Glória” e louvavam a Deus pelo seu poder.

Li certa vez que, para as tribos “Tupi-Guarani”, o trovão era uma manifestação de um ser superior a quem davam o nome de “Tupã”. Porque desconheciam a causa dos relâmpagos e trovões eles os temiam. A despeito de ignorar os fenômenos, eles diziam que o trovão era a voz de um ente superior que se fazia ouvir nas tempestades.

O salmo 29 é um hino de louvor a Deus. Talvez Davi estivesse no meio de uma tempestade natural e usa o que vê para descrever o poder da “Voz de Deus”. No verso 3 ele diz: “A voz do Senhor ouve-se sobre as águas, o Deus da glória troveja; o Senhor está sobre as muitas águas”. No verso 8 Davi sente a terra tremer: “A voz do Senhor faz tremer o deserto…” Mas veja o final: “E cada um no seu templo diz: Glória”.

Davi destaca aqui os efeitos da voz do Senhor na nossa vida, mesmo em meio à tempestade. Deus não é uma força que se expressa com a tempestade. Ele é nosso Deus pessoal, por isso Davi diz nos primeiros versículos: “Dai ao Senhor, ó filhos dos poderosos, daí ao Senhor glória e honra. Daí ao Senhor a glória devida ao seu nome, adorai o Senhor na beleza da sua santidade”.

Deus falou com Noé, Deus falou com Moisés, Deus falou com Josué, com Samuel, com Paulo e tantos outros e cada um deles recebeu de Deus perdão, vitória, alegria e paz. Esse é o Deus a quem servimos, a quem amamos e Ele promete: “O Senhor dará força ao seu povo; o Senhor abençoará ao seu povo com paz”.

A voz do Senhor é a Sua Palavra. A Palavra de Deus. E ela se sobrepõe ao mar agitado, aos relâmpagos e trovões durante a tempestade em nossas vidas. 

A Palavra de Deus é poderosa para quebrar as amarras que nos mantém presos à ansiedade, ao medo, à ira, à amargura, à rebeldia, às críticas.

O salmo começa dando glória a Deus na beleza da sua santidade e termina com a promessa de que o Senhor nos abençoará com paz.

Por vezes ouço pessoas perguntarem: Por que não ouvimos a voz de Deus hoje como os salvos, profetas, reis, discípulos e apóstolos ouviam no passado? Ouvi um pregador responder a essa indagação assim: “Quer ouvir a voz de Deus, leia a Palavra de Deus; quer ouvir a voz de Deus audível, leia a Palavra de Deus em voz alta. ”

Pense nisso.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *