O fim de uma era

Carlos Moraes  »   Editorial | agosto 2021

Leitura pelo autor

Somos muitos, e sinto-me um privilegiado por fazer parte deles – dezenas de pregadores, pastores e missionários em diversos ministérios. Conheço bem a maioria deles, tanto os da primeira, quanto os da segunda geração. Sim, são duas gerações! Mas, eu creio, que além destes conhecidos, há muitos outros que foram influenciados indiretamente, e que só nos serão apresentados na eternidade. Estou falando das duas gerações que foram influenciadas diretamente pela vida e ministério do missionário Pr. James William Rose – o Pastor Jaime, como ficou conhecido…

O marco inicial desta era, foi a chegada da família Rose ao Brasil, em 1962. Em 1961 ele se tornara um dos primeiros missionários a ingressar na BIMI – Baptist International Missions Inc, estando entre 40 jovens separados pelo Senhor, de um total de 200 que se entregaram atendendo a um apelo missionário no Tabernacle Baptist Church (Igreja Batista Tabernáculo), em Greenville SC.

A forma como o Pastor Jaime chegou ao Brasil não deixou a menor dúvida de que o Senhor da seara o queria exatamente aqui. Desde os primeiros meses em São Paulo, para o aprendizado da língua portuguesa, antes do Senhor o dirigir para Batatais, já influenciava pessoas ao seu redor. Depois de Batatais, tanto em Altinópolis, como em Ribeirão Preto, tudo se intensificou.

Por 54 anos aqui no Brasil, a sua influência no meio Batista Independente transbordou para outros grupos, tanto na plantação de igrejas quanto nos desafios para missões. Estou com 68 anos e fiz parte dos primeiros jovens que receberam sua influência direta. Aos 15 anos ele me batizou no dia 11 de junho de 1967 na Igreja Batista Independente de Batatais. Brinquei com seus dois filhos mais velhos, Michael e Daniel. Minha idade me colocava no meio dos dois. A segunda geração alcançou minha filha primogênita e os filhos de muitos outros da segunda geração, incluindo o seu filho caçula, Pr. Terrill.

Dos 84 anos bem vividos por James William Rose, apenas 30 deles foram no seu país. Viveu quase o dobro aqui no Brasil. Mas, mesmo em suas poucas idas aos EUA para prestar relatórios às igrejas mantenedoras, ele influenciava pessoas também por lá, desafiando a muitos que, depois dele, também foram enviados tanto aqui para o Brasil como para outras partes do mundo como missionários.

Ao dizer que estamos no fim de uma era, com a partida do Pastor Jaime, entendo que ainda há muitos dos seus discípulos, de ambas as gerações, sendo usados, mas, ao mesmo tempo, a chama que alimenta a visão missionária vai diminuindo à medida em que nos distanciamos da influência inspiradora da sua vida e das suas mensagens.

Todos da minha geração e das demais, que foram tocados diretamente pelo ministério deste servo de Deus, com certeza vão se lembrar, de algum momento do qual poderá dizer: Não nos ardia o coração quando ele pregava expondo-nos a palavra do Senhor?


Ps: Devido à proximidade da morte do Pr. Jaime W. Rose, não foi possível publicar uma biografia mais detalhada sobre o seu ministério, mas através de várias mãos, tanto de familiares, quanto de colegas, a redação do Jornal de Apoio trará essa publicação na edição do mês de setembro.

2 respostas para “O fim de uma era”

  1. Josué Amaral disse:

    Não tive o privilégio de conhecer o pr Jaime mas sou contemporâneo do avivamento dos anos 80 em relação ao desafio missionário, muitos colegas que servem aínda hoje, são frutos desta ‘era’
    E hoje vejo poucos desafio para o ministério, tanto Missionário como pastoral, que o Senhor possa enviar um despertamento nessa área.
    Maranata!

  2. Arlinda da Silva Marques Martins disse:

    Infelizmente, também não conheci pastor Jaime, porém fui desafiado em missões no IAM, pelo seu discipulo Carlos Alberto de Morais, lendo essa matéria reconheço que pastor Carlos esteve com ele, irmão Jaime desafiou irmão Carlos, irmão Carlos desafiou a mim, oro e prosto diante de Deus rogando que me faça semelhante a esses dois servos, sou formada pelo seminário teológico de Araçatuba turma eleitos para servir 2022, sou pequena demais, louvo a Deus por ter sido desafiada ao Senhor toda honra
    Aleluia, obrigada pastor Carlos por ter investido em uma adolescente, vc com certeza é Xerox do pastor Jaime.

Deixe uma resposta para Josué Amaral Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *