Memorial Pr. Jaime Rose

Redação JA  »   setembro 2021

* 11/031937, Denver, Colorado
† 20/07/2021, Greenville, Carolina do Sul

Neste memorial algumas pessoas, representando muitos outros, testemunham sobre a influência do Pr. James William Rose. São pessoas das duas gerações que foram influenciadas diretamente pelo ministério deste servo do Senhor.

Para abertura no memorial, o Pr. Milton José Nunes, genro do Pr. Jaime, esposo da Dona Sharon, faz uma abertura biográfica do missionário.

Na primeira geração temos, pela ordem, de Batatais: Pr. Álvaro Pavan, Selma Agnesini, Pr. Geraldo Pupin, Pr. Carlos Moraes, José Manço. De Altinópolis: Pr. José Ênio e Hulda Darini, Pr. Eurípedes Morais.

Pela segunda geração, de Ribeirão Preto SP, Pr. Rômulo Ribeiro, Aparecida Nascimento, Eliana Silli, Pr. Mário Baio. De Batatais, Luciana Leaf.


“Troféu da Graça de Deus”

Pr. Milton José Nunes – IBIRP
“… por causa da excelente graça de Deus que em vós há.” II Co 9.14b

Para aqueles que tiveram o privilégio de conhecer e conviver com o “Pr. Jaime” a afirmação bíblica acima resume de maneira contundente tanto a sua pessoa como a sua vida tão prolífica em favor do reino de Deus. Filho de William e Maebelle Sturgill Rose, James William Rose nasceu em 11 de março de 1937 na cidade de Denver, Colorado. Em solene respeito à vergonha que ele mesmo professava acometer-lhe ao testificar da sua turbulenta vida sem Cristo, um momento sombrio vivido nas garras do destruidor e sob a escravidão do pecado, é suficiente ressaltar que o Salvador Jesus o resgatou do deplorável envolvimento com as gangues e tudo o mais que o “viver” neste submundo propicia.

A decisão de ir à uma conferência evangelística sob uma tenda de lona seguida de uma visita à Igreja Batista Tabernáculo em Greenville, Carolina do Sul, contribuíram para que o James Rose sob evidente convicção do Espírito Santo se convertesse a Jesus num lugar um tanto quanto atípico, ou seja, na cozinha de sua própria casa. Desde então o Pr. Jaime viveu toda uma vida se empenhando em enfatizar que ele de fato era um reluzente troféu da graça de Deus!

A vida no âmbito de Tabernacle Baptist Church, a sua igreja local de aproximadamente sete décadas, lhe proporcionou os momentos mais inesquecíveis e marcantes de sua vida. Ali ele conheceu e casou-se com Nancy Ann Owens, a qual tornar-se-ia a esposa e companheira de ministério por cerca de setenta anos. O Pr. Jaime melhor descreveu e enalteceu a dona. Nancy em um poema escrito por ele intitulado “Woman in the Shadow” (A Mulher na Sombra). Após formar-se da Universidade de Bob Jones em meados dos anos 50, a igreja da membresia de ambos os comissionou como embaixadores do evangelho de Jesus Cristo para servirem no Brasil sob a representação da recém-fundada Missão Batista Internacional.

É importante ressaltar que meses antes o Senhor da Seara lhe fechara as portas de Papua, Nova Guiné na Oceania e do Congo Belga (atual República Democrática do Congo) na África. Em 1962 o Pastor James W. Rose partiu rumo ao país de sua chamada missionária acompanhado de sua esposa Nancy e seus três filhos ainda pequenos, Michael, Daniel e Sharon, sendo que o quarto filho, Terrill, nasceria anos depois no próprio país por eles adotado.

Morando em São Paulo e frequentando a escola designada para o aprendizado do idioma português o Pr. Jaime escreveu para a sua igreja e demais igrejas mantenedoras prometendo-lhes que, “ao nos reunirmos no Céu lhes apresentarei centenas ou até mesmo milhares de brasileiros salvos pela graça de Deus, pelo poder do Evangelho de Jesus, com o qual vocês me enviaram em obediência a Deus e por amor às almas no Brasil.”  Consumido pelo desejo de ver almas salvas aqui no Brasil, país do seu empolgante amor, ele já nos meses iniciais do aprendizado da língua portuguesa circulava pela cidade de São Paulo para visitas e cultos ao ar-livre via transporte urbano e sempre levando consigo a Dona. Nancy com o inseparável acordeão dela e, claro, com todos os filhos praticamente a tiracolo.

Os muitos frutos vieram e com eles a inédita oportunidade de participar da implantação de uma igreja na Vila Maria, a qual até hoje ainda ministra em favor de Jesus. Encerrado o ciclo do aprendizado do idioma o Pr. Jaime mudou-se para o interior do estado vindo a residir na cidade de Batatais. O Senhor da Seara continuou a frutificar o seu ministério levando-o a implantar em apenas alguns anos Igrejas Batistas Independentes imbuídas com a ação evangelística e a visão missionária nas cidades de Batatais e Altinópolis, além de iniciar em 1970 o inesquecível Acampamento Batista Independente. Uma década depois este se tornaria a Estância Ebenézer na cidade de Brodowski. E comentar sobre o mesmo exigiria a redação de todo um livro.

O ano de 1975 introduziu o Pr. Jaime e a sua família à uma nova etapa ministerial na cidade de Ribeirão Preto, SP. Neste novo período ele implantou a Igreja Batista Independente no bairro Campos Elíseos. Em poucos anos esta mesma igreja se tornou sede do frutífero ministério do Instituto Batista Ebenézer (atualmente Seminário Batista Ebenézer), um fruto do empenho colegiado do Pr. Jaime juntamente com outros pastores visionários da região. A seguir ele liderou um grupo de pastores da IBIRP para a implantação da 2ª Igreja Batista Independente no bairro Ipiranga e da Igreja Batista Independente na cidade de Serrana.

Todas estas igrejas depois de décadas ainda têm como meta de ministério o empenho evangelístico e o envolvimento com Missões. Além de exercer por várias décadas os cargos de missionário e pastor, o Pr. Jaime também atuou tanto no Brasil como no seu país de origem como evangelista ministrando a Palavra de Deus às diferentes necessidades de pessoas praticamente em todos os estados do Brasil e dos EUA. Como autor ele escreveu os livros “Profecias” e “O Movimento Carismático”, artigos para jornais e o amplamente distribuído folheto evangelístico intitulado “Salvo e Seguro”, um fértil instrumento nas mãos de Deus para conduzir inúmeras almas à salvação em Jesus Cristo.

Ainda que o Pr. Jaime não tenha vivido para buscar “a glória dos homens” o bondoso Deus o agraciou com significativas homenagens. Entre diversas homenagens recebidas pelas igrejas da região de sua atuação missionária, em meados de 1980 ele apropriadamente recebeu do Tabernacle Baptist College, Greenville, SC (Faculdade Batista Tabernáculo) o grau honorário de “Doutor em Teologia”. Jocosamente, ele fazia questão de afirmar para este articulista e outros quando usávamos respeitosamente o merecido título, “Doutor? Eu ainda nem sou um enfermeiro, quanto mais um doutor!”

Na ocasião de sua última viagem ao Brasil três décadas depois durante as solenidades do culto de celebração dos 40 anos de fundação da Igreja Batista Independente de Ribeirão Preto, o Dr. James William Rose, recebeu no dia 11 de abril de 2015 das mãos de um vereador local o Título de Cidadão Ribeirão-pretano. Esta emblemática homenagem proporcionada pela cidade de Ribeirão Preto, SP, expressou em si um gesto de amor e gratidão que um número de outras cidades impactadas pela vida do Pr. Jaime, como ele é afetuosamente conhecido, eventualmente desejaria fazer.

No mês de fevereiro deste mesmo ano ele e a Dona. Nancy Rose completaram 67 anos de casados.  Como fruto da mais viva reminiscência o Pr. Jaime notadamente viveu intensamente para Deus, para a sua família e para o próximo. A vida dele vivida para incutir em seus familiares a alegria do viver para Missões rendeu preciosos frutos. Michael, o filho primogênito, mostrou-se um sustentador de missionários e projetos, inclusive dentre outros, sustentando sistematicamente a sua irmã e este articulista como missionários no Brasil. Daniel, o segundo filho, serviu como diácono na Igreja Batista Tabernáculo por décadas. “Vamos tomar mais missionários…” foi uma expressão que qualificou o irmão Daniel como uma das mais efetivas vozes em favor de Missões em sua igreja local. As aflições providenciadas pela vida neste mundo não poupam nem mesmo o mais consagrado dos homens. “Filho, os filhos devem sepultar os seus pais e não o contrário. Mas Deus agradou-se de levar você para a presença Dele. Cumpra-se a vontade do Senhor! ” Estas foram palavras de lamento e ao mesmo tempo de resignação quando o servo de Deus, Pr. Jaime, sepultou o Michael acometido por um infarto fulminante e anos depois ao sepultar o Daniel vitimado pela esclerose lateral amiotrófica. Memórias alegres construídas com ambos serviram para o Pr. Jaime sufocar a tristeza da partida de ambos os filhos para a eternidade com Deus.

A sua filha Sharon é atualmente professora de inglês e Coordenadora do Ensino Fundamental 1 no Colégio Batista Independente, além de outras atribuições na Igreja. Neste mês de agosto ela completou 60 anos de vida vivida no Brasil. Destes tantos anos ela serviu por 20 anos juntamente com os pais atuando em diferentes áreas do ministério da igreja. Recentemente no mês de julho ela completou 40 anos de filiação formal como missionária no Brasil representada pela Missão Batista Internacional. O filho caçula, Pr. Terrill, serviu como missionário no Brasil por vários anos em Ribeirão Preto, Poços de Caldas, MG e Florianópolis, SC, até entender que Deus além de usá-lo como missionário nos Estados Unidos o chamara também para ministrar em favor de seus pais já idosos e com a saúde de ambos bem debilitada. Ele atualmente é o Diretor Executivo de Missões Internacionais da Igreja Batista Tabernáculo e tem como um dos seus projetos mais frutíferos a distribuição de Bíblias e outros recursos para países da América Latina.

Mesmo depois que o Pr. Jaime e a Dona. Nancy deixaram o campo missionário do Brasil e assumiram responsabilidades administrativas com a Missão Batista Internacional ele ministrou nos Estados Unidos exercendo o dom de evangelista em conferências diversas e se empenhou para a captação de recursos humanos e financeiros para a obra do Senhor no Brasil. A indelével percepção de que o Pr. Jaime e a esposa ainda consideravam como um dos maiores privilégios de suas vidas o fato de terem ministrado frutiferamente e vivido intensamente no Brasil por 54 anos mostrou-se sempre uma verdade indisputável. Impressiona a todos que conheceram e conviveram com o Pr. Jaime o amor e a admiração que eles sempre tiveram pelo Brasil e pelos brasileiros. Cada um de nós que por tantos anos recebeu incontáveis bênçãos por intermédio do ministério fiel e prolífico do Pr. Jaime empresta e sempre empregará as oportuníssimas palavras da mulher sunamita para dar o inequívoco testemunho: “Eis que tenho observado que este que sempre passa por nós é um santo homem de Deus.” (2 Rs 4.9).


1ª GERAÇÃO

Pr. Álvaro Augusto Pavan – Batatais SP

É inevitável para mim as lembranças que me levam ao ano de 1963, na minha cidade natal, Batatais, naquele tempo conhecida como “Cidade Jardim”. Na época, com 12 anos, na EBD da Igreja Metodista de Batatais, foi apresentado a família visitante: Pr. Jimmy, Nancy, Mike, Daniel e Sharon. O Terrill é batataense, nasceu alguns anos após. Dirigia a Igreja nesta época o também saudoso Dr. João Moraes de Paula (presbiteriano de origem). Sua esposa, irmã Laura, era a responsável por eu estar ali.

Alguns meses após, tinha início a Igreja Batista Independente de Batatais, em frente à casa de meus pais, na garagem do Dr. João. Meses depois recebíamos a Cristo como Salvador, eu, minha irmã Selma e minha mãe Ana. Meu pai, senhor Antônio, só muitos anos mais tarde, certamente impactado pela amizade, testemunho e consideração a ele demonstrado pelo Pr. Jimmy e família, que eram sempre recebidos em nossa casa com muita alegria.

Às vezes me pergunto: “O que faz com que um jovem casal, com três filhos pequenos, deixe o seu país e dedique suas vidas para plantar uma Igreja em uma cidade do interior de São Paulo, na época quase sem importância…? Aí o coração se derrete e a alma agradece ao responsável por isto – o Senhor Jesus e uma paixão inesgotável, por Ele.

Sempre atribui ao Pr. Jaime os créditos por introduzir-me na visão missionária que permitiu à IBI de Orlândia dar início a quatro novas Igrejas nas décadas de 1980/90. Permitiu-me também ser um dos fundadores da AMI, onde servi por mais de 10 anos, e depois, por mais 20 anos no Comitê de Missões da CBBN. Além de propiciar-nos o privilégio de sermos a Igreja hospedeira do Seminário Emaús sucessor do Centro de Treinamento Emaús, na década de 1990. Sei que ele também tem parte no meu ministério atual como Diretor do MICLATINO, através do qual já conseguimos treinar mais de 2.000 pastores e líderes.

Hoje tenho que admitir a tremenda saudade…. Muita saudade. O conforto é saber que nos reencontraremos. No coração uma profunda gratidão…, muita gratidão!


Selma Maria Pavan Agnesini

“Combati o bom combate, acabei a carreira, guardei a fé. Desde agora, a coroa da justiça me está guardada, a qual o Senhor, justo juiz, me dará naquele dia; e não somente a mim, mas também a todos os que amarem a sua vinda.”
(2 Tm 4.7-8)

Estes versículos descrevem fielmente o que foi a vida do amado Pr. Jaime Rose que faleceu, aos 85 anos de idade. Durante sua vida tive a oportunidade de lhe dizer o quanto seu testemunho fez diferença na minha vida. Entreguei meu coração a Cristo aos 14 anos, no último domingo do mês de julho de 1963 durante uma de suas pregações na pequena garagem em frente à minha casa onde começaram os cultos da Igreja Batista Independente de Batatais. Logo depois minha mãe Ana e meu irmão Álvaro foram salvos. Fui batizada por ele alguns meses depois. Em maio de 1964, o prédio construído por meu pai foi inaugurado e a igreja começou a se reunir lá para adorar ao Senhor.

Pr. Jaime deixa um grande legado. Sua vida influenciou a de milhares de pessoas levando muitos a abraçarem o evangelho de Cristo. Através de suas pregações na Igreja Batista Independente, nas ruas e praças da cidade, nas casas, nas fazendas, no programa de rádio diário “Chuvas de Bênçãos”, nas Conferências pelo Brasil afora. Seu exemplo de servo do Senhor, homem de valor, de fé, de caráter, de oração, amigo, conselheiro, dedicado e com profundo amor pelas almas sem Cristo e por missões me ajudaram a vencer as perseguições de amigos e familiares.

Um Homem de Deus.

Alguém que se arrependeu dos seus pecados, que depositou a sua fé na obra salvadora de Cristo e que decidiu seguir seu Mestre demonstrando uma dependência e obediência total a Sua Palavra. Esse é um homem que, como o apóstolo Paulo estava pronto a dizer: “para mim o viver é Cristo e o morrer é lucro” (Fp 1.21). 

Alguém que entendeu o chamado para negar a si mesmo, tomar a sua cruz e seguir a Jesus. Alguém que defendeu e proclamou as verdades da Palavra, disposto a pagar o preço para defender a verdade do evangelho, convencido do seu lugar como sal da terra e luz do mundo. Alguém comprometido com a causa de Cristo, sua família, suas ovelhas, as almas perdidas, seu trabalho.

Alguém que pode repetir as palavras de Jesus: “Eu te glorifiquei na terra, consumando a obra que me deste a fazer” (Jo 17.4). Alguém que sempre dizia: “ai de mim se não pregar o Evangelho” (I Cor. 9:16). Alguém que queria avançar mais e mais com a pregação do Evangelho e cumprir a missão que Deus lhe confiou.

Um homem que tinha por meta ser um retrato vivo de Cristo na terra. Por isso posso dizer, com consciência limpa, Pastor James William Rose, esse é um Homem de Deus!

Gratidão

Com o Pr. Jaime, Dona Nancy e filhos participei do Acampamento de jovens na Palavra da Vida, logo depois de minha conversão. Pouco tempo depois Dosoaldo e eu fomos a um Acampamento em Panorama, divisa com o rio Paraná e só lá descobrimos que o Pr. Jaime ia pregar para famílias americanas em inglês. Eu conhecia poucas palavras em inglês, mas o fervor da pregação e a unção do Espírito Santo tocaram meu coração, levando-me às lágrimas. Por vários anos o Pr. Jaime foi o preletor no Acampamento Batista Livre em Jaboticabal e os jovens de várias igrejas, inclusive a nossa, no período do Carnaval, eram abençoados com as mensagens da Palavra de Deus e muitos entregaram suas vidas para missões ao redor da fogueira. E como deixar de mencionar o impacto nas vidas dos salvos nos acampamentos na fazenda Amendoim em Altinópolis, na fazenda Cupim em Batatais e mais tarde no Acampamento Ebenézer. A convite do Pr. Jaime, Dosoaldo e eu tivemos o privilégio de viajar para os EUA e nos hospedarmos em sua casa e o Pr. Milton e a Sharon acompanhar-nos nas igrejas onde Dosoaldo ia pregar. Lá participamos de um acampamento num enorme barracão com milhares de pessoas, ouvindo mensagens edificantes e um coral de 100 vozes femininas que nos dava a sensação de estar no céu. Nunca vou me esquecer do início de suas mensagens sempre perguntando aos presentes: “Quantos estão contentes de estar aqui hoje? ”

Família Rose, aceitem minha gratidão por deixarem seu país e virem ao Brasil trazer a mensagem de salvação aos nossos corações. Amo vocês.

Usando emprestado as palavras do pregador Billy Graham a seu neto sobre sua partida, eu sinto paz em dizer: Pr. Jaime “está mais vivo que nunca, ele só mudou de endereço”. Amém ou não?


Pr. Geraldo Majela Pupin – Batatais SP

O missionário Pr. Jaime Rose foi meu pastor. Eu e minha família fomos batizados por ele. Foi meu professor no Instituto Bíblico, e liderou a reunião da minha ordenação pastoral no dia 11 de junho de 1970 para pastorear a primeira igreja por ele plantada, em Batatais.

Ele sempre foi meu amigo íntimo e confidente nas lutas ministeriais e no dia a dia. Ele respondeu, biblicamente, muitos dos meus questionamentos, e foram muitos…

Juntos, fizemos muitas viagens, na maioria das vezes, a trabalho, inclusive para os Estados Unidos, onde tive oportunidade de conhecer o lugar de onde ele e sua família vieram.

Mas, no doa 20 de julho de 2021 ele fez a viagem para o céu na minha frente e nos deixou a todos com saudades. Mas em breve faremos a mesma viagem e nos veremos na presença no Pai no lugar onde estaremos para sempre!


Pr. Carlos Alberto Moraes – Batatais SP

Eu estava com 15 anos de idade quando fui batizado na IBI em Batatais pelo Pr. Jaime Rose, no dia 11 de junho de 1967. Três temas povoavam as mensagens por ele pregadas de quarta-feira, domingo de manhã e à noite: Salvação em Cristo, missões e segunda vinda de Cristo.  

Seu ministério se norteou pela pregação da Palavra de Deus com toda intensidade, chancelado pelo testemunho de uma vida regida pelo que ele ensinava.

Acompanhei o ministério deste servo de Deus até sua partida do Brasil de volta ao seu país. Dos 54 anos que ele aqui esteve, acompanhei 51 deles. Faço parte da primeira geração sob sua influência, pois estive dentro de sua casa brincando com os seus dois filhos mais velhos que já partiram antes dele, Michael e Daniel.  Vi a Sharon crescer e o Terrill nascer. Você pode não acreditar, mas peguei Terrill no colo…. Dona Nancy era nossa motorista na Rural Willys, em viagens para conferências e acampamentos onde Pr. Jaime pregava.

Toda a minha família, direta ou indiretamente foi influenciada pelas suas mensagens e testemunho de vida. Se tivesse que contar histórias haveria muitas, mas posso dizer, com certeza, que todo o meu ministério leva as marcas da sua influência.

Com a idade chegando e as lembranças voltando à mente, de vez em quando tenho aqueles insights que trazem saudades e boas lembranças…

Em setembro deste 2021 completarei 69 anos de idade e 54 anos de conversão. Assim, o tempo de nova vida em Cristo vai se igualar ao tempo de permanência do Pr. Jaime aqui no Brasil.


José Gonçalves Manço – Batatais SP

Tudo começou quando eu tinha 13 anos de idade. Católico, era coroinha nas missas da Igreja de São Sebastião, Vila Maria em Batatais SP. Naquele tempo, pela primeira vez ouvia expressão “novo nascimento” e, membros da Igreja Batista Independente, me entregaram um livrinho intitulado “Evangelho Segundo S. João”. Logo que comecei a ler, cheguei ao texto que falava do tal “novo nascimento”.

Naqueles dias ganhamos um novo vizinho, o senhor Benedito. Um dia, enquanto eu lia em voz alta para minha mãe e alguns em casa ouvir, sem que eu soubesse, do outro lado do muro, a vizinho ouvia. Quando a leitura chegou na passagem sobre o “novo nascimento”, ele gritou de lá “É isso que vocês devem fazer! – Nascer de novo ”. Ele era da Igreja Batista Independente. Mas até então não conseguia entender o que era “nascer de novo”.

A Igreja Batista Independente, que estava sendo plantada em Batatais, tinha um ponto de pregação na Vila Cruzeiro.  A filha do Benedito, nosso vizinho, me convidou e eu fui em um trabalho daquele ponto de pregação que alcançava crianças. Foi ali que ei tive meu primeiro contato com o Pr. Jaime Rose. Ele falou comigo e me convidou para ir na igreja em uma reunião do grupo de jovens. E eu fui.

A partir daquele dia, eu fiquei exposto à pregação da Palavra de Deus e Ele começou a operar em meu coração. Eu relutava e defendia minhas crenças, até que a mensagem penetrou no meu coração e o Espírito do Senhor fez a obra e eu fui salvo por Cristo.

Logo em seguida a salvação alcançou minha mãe, meu pai e minhas irmãs. A família Manço foi salva e, em 1968 fomos todos batizados.

Sempre serei grato ao Pr. Jaime Rose e sua família, bem como a todos que tiveram influência na minha salvação. Todos permanecemos na fé. Meus pais já partiram para o céu. Eu e minhas irmãs e familiares continuamos na fé.


Casal José Ênio e Hulda
Pr. José Ênio Darini – Altinópolis SP

Como expressar meu sentimento acera do Pr. Jaime Rose na sua partida, além de dizer que deixou muita saudade?

“Servo de Deus” é o que melhor o descreve. Uma pessoa incomparável em fidelidade a Deus e dedicação ao próximo. Amante das almas perdidas e pastor de alma na busca da ovelha afastada.

Exemplo de alguém que jamais desperdiçava seu tempo. Era um modelo de evangelista incansável. Como amigo, era leal, sincero e brincalhão. Estava sempre pronto a ajudar e, quando necessário, corrigir – sempre com muito amor.

Foi o pastor Jaime que despertou em mim o desejo de ser evangelista. Tudo que sei, aprendi com ele, inclusive o grande zelo e amor por missões. A sua partida deixa uma lacuna e fará muita falta.

Sinto-me honrado por tê-lo tido como participante da minha vida. Gratidão a Deus por ter tido “Pr. Jim” como meu doutrinador e amigo fiel.

Até breve…. Saudades!


Hulda Krebsky Darini – Altinópolis SP

Pr. Jaime, inigualável servo de Deus. Missionário compromissado em todos os sentidos com o ministério. Teve a bravura de deixar seu país de origem com a sua família, escolhendo o Brasil para ganhar almas e iniciar os propósitos de Deus em sua vida!

Durante sua jornada pregando, colhendo e plantando os frutos de Deus tive a chance e o prazer de conhecê-lo aqui em Altinópolis SP. Pastor Jaime foi o responsável por plantar igrejas sólidas e fortes, acampamento e seminário onde transmitiu todo seu conhecimento bíblico. Regressando ao seu país deixou uma grande lacuna, porém seu trabalho é reconhecido em todo o Brasil.

Como amigo pessoal e de fé aprendi muitas coisas com ele. Passamos por momentos alegres, festivos, mas alguns também tristes, mas, tendo Deus sempre ao nosso lado.

Gratidão a Deus por esse servo e amigo, pastor Jaime. O consolo maior é saber, com certeza, que iremos nos encontrar na glória. Até breve!


Pr. Eurípedes Paiva de Morais – Altinópolis SP

Agradeço por escolher para falar do pastor Jaime Rose. Tive sua influência sobre minha vida, bem como do seu dileto colega, Pr. John Leonard Benson. Os dois vieram juntos para o Brasil e um ajudava o outro desde a escola de línguas quando estudavam o português. Pr. Jaime foi para Batatais e Pr. João para São Simão.

Depois, o Pr. Jaime foi para Altinópolis, onde me converti. Tudo começou através de uma mensagem em um folheto que mostrava de onde vim, para vou e porquê estou aqui. Aquele folheto me levou a conhecer a Bíblia e eu aceitei a Jesus como meu Salvador

Em 1977, quando o Pr. Jaime começou o Instituto Batista Ebenézer eu fui fazer parte da primeira turma. Foi quando procurei ser amigo do, também saudoso, Pr. John Benson que e enfrentava sérias lutas no crescimento da igreja. Na época, Pr.  John dizia: “Se sair um obreiro do Ebenézer para ficar no meu lugar eu estarei satisfeito. Depois sua morte eu assumi o seu trabalho, em 1990.

O Pr. Jaime, todas as vezes que podia me dizia: “Sou grato por ver a Igreja prosperar e ver que o ministério do meu companheiro não ficou infrutífero.

Eu estou realizado no ministério por ter esses dois homens de Deus que demonstraram amor por nós brasileiros.

Agradeço a Deus pelo exemplo de lealdade entre Pr. Jaime Rose e João Benson, pois ambos influenciaram minha vida.


2ª GERAÇÃO

Pr. Rômulo Weden Ribeiro – Ribeirão Preto SP

Pastor Jaime William Rose foi um dos missionários mais produtivos que Deus colocou entre nós. Ele trabalhou cerca de 40 anos no Brasil e, mesmo após 20 anos de seu regresso para os Estados Unidos, resultados de sua obra permanecem ao nosso redor. Eu sou um deles e, possivelmente, você também que esteja lendo este tributo. Cada um de nós foi tocado pela vida do Pastor Jaime de forma direta ou indireta. No meu caso, gostaria de destacar três áreas que permanecerão comigo até chegar a minha vez de olhar pessoalmente para o rosto de Cristo.

A unção do Espírito Santo! Ele foi um servo de Deus diferenciado porque se preocupava em ser cheio do Espírito Santo e vazio de si mesmo. Para isso, ele mantinha contato continuo com a Palavra de Deus, a qual ele leu, por puro prazer, mais de 60 vezes desde que aceitou a Cristo. Ele também era um crente de oração, através da qual demonstrava total dependência de Deus para executar o ministério e enfrentar todos os obstáculos da vida. A influência do Espírito Santo era visível no seu proceder atrás e fora do púlpito.

A pregação da Palavra! Apesar de humilde no trato, o Pastor Jaime expunha os ensinamentos bíblicos com autoridade e convencimento. Almas eram salvas, crentes edificados e novos obreiros eram chamados para a seara do Senhor. Suas pregações exaltavam a Deus e criavam em nós o desejo de sermos mais gratos e consagrados ao Senhor. Como disse uma de nossas jovens, que só o conheceu de relance, “O Pastor Jaime tinha um brilho diferente”. De minha parte, sempre o considerei “o príncipe dos pregadores”, pois são poucos os oradores que, como ele, conseguem ensinar e aplicar a Palavra de Deus com poder e amor ao mesmo tempo.

A Grande Comissão de Cristo! O Pastor Jaime respirava Missões! Todos os ministérios da igreja, desde o berçário até o coral, existiam para promover o IDE do Senhor Jesus Cristo. Ele não diferenciava os missionários entre homens e mulheres, implantadores de igrejas ou professores de seminários, urbanistas ou ruralistas. O importante era espalhar a Palavra de Deus através de servos dedicados e fiéis. Assim ele conseguia inspirar os membros da igreja através da Promessa de Fé para Missões.

Estou escrevendo este pequeno texto para demonstrar a minha imensa gratidão pela vida que passou pela minha vida, deixando marcas eternas; mas o importante é que o Pastor Jaime foi apenas um instrumento que se deixou ser usado nas mãos de Deus. Ele morreu sem reconhecer a sua grande importância entre nós e é assim que precisamos morrer um dia também: deixando muitas bênçãos para trás, mas fazendo tudo somente para a honra e a glória de Deus.


Aparecida Nascimento – Ribeirão Preto SP

Quem é este que passou por nós? O que dizer deste homem que dia após dia deixava em nossas vidas marcas indeléveis de bondade, misericórdia e amor.

Que nunca atrasou para chegar no seu santuário que emanava cheiro de bom serviço, perfume de alegria, bálsamo de santidade e pureza nas mãos.

Que pontualmente das 12h às 13h andava por toda a igreja, esvaindo-se em lágrimas, intercedendo para que suas ovelhas pudessem ter vida abundante junto àquele que tanto amava e que nunca poupou o seu ser para o bem-estar delas.

Que trazia do Trono da Graça cura para nossas feridas, com mensagens as quais atingiam o nosso âmago e deixavam-nos atônitos diante de tantas belezas e verdades; pepitas raras buscadas no mais profundo mar e nas mais escassas rochas.

Que tinha no seu olhar a imensidão do brilho das estrelas e encantava todos os seus ouvintes. Nunca cessou de cantar a grandeza e majestade do seu SENHOR.

Conviver com este humilde homem havia harmonia e paz; seus olhos e suas mãos estavam sempre prontas para serem usadas; enchia as pessoas de palavras sublimes de esperanças, doces ao paladar e suaves aos ouvidos.

Dedicava à sua família o melhor do seu tempo, pois queria em tudo ser agradável ao seu Senhor e Salvador.

Alguém já viu um homem assim? Eu vi e pude me deliciar com esta bela e nobre convivência, juntamente com os seus amados.

Faltar-me-iam muito mais palavras para dizer deste homem James William Rose, mas o que declara bem de perto a essência do seu ser o nosso Mestre o disse ao recebê-lo na glória.

 “Disse-lhe o seu Senhor: Bem está servo bom e fiel. Sobre o pouco foste fiel, sobre muito te colocarei: entra no gozo do teu Senhor. ” Mt 25:23

E nós podemos dizer, como a mulher sunamita.

“Eis que tenho observado que este que sempre passa por nós é um santo homem de Deus. ”  (2 Rs 4:9).


Eliana Silli – Ribeirão Preto

Véspera da páscoa de 1984, o telefone toca e uma voz peculiar pergunta por alguém que não morava ali. Certamente pegara o número por sobrenome na lista telefônica. Ao perceber o engano, poderia simplesmente se desculpar e desligar o telefone, contudo esse não era o seu perfil. Iniciou um diálogo e quis saber mais da família que anos antes visitara a sua igreja. Poucos minutos bastaram, o convite para estar na igreja no domingo de páscoa foi feito e aceito. Assim, o pastor encontrou a ovelha perdida, e a comunhão estabelecida por toda a eternidade.

Homem de poucas palavras, mas de grande carisma, Pr. James William Rose envolvia os seus ouvintes com mensagens simples e diretas que tocavam o mais íntimo do ser. Suas pregações enalteciam o Senhor e o Salvador. O amor por almas perdidas se evidenciava em cada sermão, o apelo para que o pecador abandonasse o seu mau caminho e viesse a Jesus era entregue repetidas vezes e onde quer que ele estivesse.

Como administrador era organizado e disciplinado, planejava as suas tarefas sem ignorar a flexibilidade, distribuía suas visitas ao longo da semana por categoria – enfermos, visitantes, irmãos ausentes, EBD…. Estava sempre disponível! Liderava por exemplo, delegava responsabilidades e apaziguava conflitos. Imperfeições? Quem não as tem!? Mas ele as gerenciava com reconhecimento e humildade. Às vezes se calava diante de determinada situação, e era com o silêncio que ele dizia tudo.

A Bíblia, sua inseparável companheira! Que legado Pr. Jaime nos entregou! Ele influenciou gerações e continuará a influenciar as vindouras; através do seu ministério muitas almas se renderam ao Senhor; pregadores, pastores e missionários se levantaram para o campo e estiveram sob os seus ensinos. Suas mensagens ainda queimam nos corações. Como esquecer O Servo da Orelha Furada, a série de estudos sobre a águia, as lições sobre mordomia cristã e o estudo de profecias?

O homem de Deus inspirava e exalava missões! Colocou a sua vida e os seus bens em favor da obra de Deus até que, completada a carreira, o Senhor o tomou para si. Combateu o bom combate e guardou a fé. Deixou saudade! Ficou o encorajamento: continuem continuando!


Pr. Mário D. Baio – Ribeirão Preto

É impossível descrever em poucas palavras a importância do Pr. Jaime Rose para a obra do Senhor no Brasil. Seu cuidado pastoral, suas poderosas mensagens ficarão para sempre gravadas em nossa memória. Entretanto eu gostaria de destacar o seu amor por missões. Aprendi com ele a implantação da Promessa de Fé, e a importância de participarmos do sustento dos missionários, a ter visão dos campos brancos para a ceifa.

Meu ministério foi ricamente influenciado por ele e a minha oração é que muitos servos de Deus no nosso país possam ter a mesma visão missionária de nosso querido Pr. Jaime.


Luciana Lílian Moraes Leaf – Batatais SP

Falar sobre o Pr. Jaime Rose é um privilégio. Uma pessoa muito especial na minha vida, e da minha família. Cresci ouvindo suas mensagens, exemplo de vida cristã. Foi através dele que meu pai (Pr. Carlos Moraes) conheceu a Cristo e assim nos ensinou sobre a palavra de Deus.

Apesar dele não ser brasileiro, amava o Brasil, como se fosse. Saiu do seu país e veio para cá, aprendeu o português, que não é uma língua fácil de aprender, por amor a Deus e ao povo brasileiro.

Sou imensamente grata a Deus por ter conhecido o Pr. Jaime e ter tido a oportunidade de estar nos acampamentos onde aprendi muito ouvindo suas mensagens. Só agradecimento pela sua vida, da qual vou me lembra para sempre.

Da última vez que ele esteve aqui no Brasil pude ter mais uma oportunidade de ir até a Igreja Batista Independente em Ribeirão Preto para vê-lo, juntamente com a Dona Nancy e ouvir sua pregação.

Um homem com uma fé tão grande…. Deixou um exemplo a ser seguido!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *