Mantenha a chama acesa!

Edgar Donato  »  março 2021

A palavra “coach” é um estrangeirismo que veio para permanecer em nossa língua portuguesa, assim como tantos outros. “Coach” é sinônimo de técnico, conselheiro, consultor.  José Roberto Marques[i], presidente do IBC (Instituto Brasileiro de Coaching) dá 10 Dicas para Viver Melhor e Despertar o Seu Poder:

1. Descubra Qual o Seu objetivo Desejado; 2. Conheça as Suas Ferramentas; 3.  Assuma a Responsabilidade Sobre a Sua Vida; 4. Viva o Agora; 5. Saiba Ouvir na Essência; 6. Gerencie o Seu Tempo; 7. Acredite no Seu Potencial; 8. Seja grato; 9. Aprenda Com os Erros; 10. Seja otimista.

Hoje em dia, tem coaching para tudo: Relacionamentos, carreira, negócios, vendas, emagrecimento, maquiagem, apresentação pessoal, igreja e se brincar, até para fazer café…. Falando sério, todos eles incentivam a alta performance, buscar o melhor dessa vida e o desenvolvimento pessoal. Não estou aqui para jogar balde de água fria em certas técnicas, mas compartilhar algo ainda melhor, mais do que desenvolvimento humano, desenvolvimento de uma espiritualidade sadia, bem fundamentada em verdades das Escrituras: “Mantenha viva a chama do dom de Deus que está em você”. – II Tm 1.6.

Paulo se preocupava com o bem-estar do seu filho na fé, Timóteo. E o rapaz tinha uma “fé não fingida”, uma fé contagiante, ainda assim, corria o risco do desânimo.  Não deve ser diferente hoje, do discipulador investindo no discípulo, do cristão cuidando do novo convertido, ou do pastor equipando líderes. A obra de Deus também continua nessa pegada, desde o início, somos lembrados em Apocalipse a não nos abandonarmos o primeiro AMOR.

Qual o dom Timóteo tinha? Não sabemos, porém somos alertados em outro texto[ii]: “Não apagueis o Espírito.”

A exortação de Paulo é uma SACUDIDA, uma chamada de atenção, um apelo ao despertamento, afinal é preciso atiçar aquele fogo interior, conservá-lo vivo, até inflamar-se. As brasas precisam ser remexidas, agitadas constantemente. O verbo está no presente do infinitivo.

Paulo deixa bem claro para Timóteo: Todo cristão é responsável pela sua temperatura espiritual, pois a vida cristã é uma vida de responsabilidade. A responsabilidade de Deus e a nossa caminham juntas. A Graça não opera automaticamente sem a nossa participação ativa no processo.  “Mantenha viva a chama do dom de Deus que está em você. ”

Ao mesmo tempo que “Deus opera em nós o querer e o efetuar”, Paulo diz aos filipenses, no mesmo versículo: “Desenvolvei a vossa salvação. ” A salvação é de Graça, mas o crescimento espiritual é uma ordem!  Outro exemplo: “Cresçam, porém na Graça e no conhecimento de nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo. ” II Pe 3.18

Deus salva e além desse presente, dá os recursos para o aperfeiçoamento e o desenvolvimento. Há cristãos dependentes dos outros, acham que a responsabilidade do seu crescimento é de receber comida na boquinha. Não podemos ser uma igreja creche, cristãos infantis, cheios de mimimi, cobrando atenção, visita, cuidados especiais… 

Tadinho! Quer ser carregado no colo bebezinho?  E tem pastores alimentando esses mal-acostumados… “Tem cuidado de ti mesmo”, é o refrão a Timóteo.

Essa ideia da chama acesa existia no AT: Mantenha-se o fogo continuamente aceso no altar; não deve ser apagado”. Lv 6.13 Os sacerdotes eram responsáveis pelo fogo no altar do holocausto.  A cada manhã, as cinzas eram removidas, madeiras novas colocadas e o fogo avivado com um novo sacrifício e a colocação de lenha

Todos precisamos manter um altar em nossas vidas e remover diariamente as cinzas do pecado. Vale lembrar: A lenha envolve um trabalho, assim como nosso empenho em estudar a Palavra, aquecer o coração e apresentar nosso “sacrifício”. A parte de Deus é acender o fogo, a nossa é ajuntar a lenha e manter o fogo aceso.

Todos os meios espirituais devem ser utilizados para esse constante reavivamento, nada é automático na vida espiritual, precisamos abanar as brasas, através dos cultos, o ajuntamento, a conexão on-line, a oração particular, afinal, a busca pessoal é insubstituível.

A pandemia está provando a igreja e purificando-a. A crise revela quem tá firmado em Jesus e quem tem uma fé fingida, morna, inconsistente.  Por causa da Covid, fomos afastados do convívio, da comunhão presencial, toque físico… Talvez você não tenha percebido, mas de maneira sutil, vai se acomodando, ausente da comunidade, somente culto em casa, só na “live” só love, só leve e vai se acostumando… Bíblia, uma vez por mês… Cuide-se, não só para evitar a Covid, mas para evitar a frieza espiritual.


[i]https://www.jrmcoaching.com.br

[ii] 1Tessalonicenses 5.19

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *