Israel é indestrutível

José Infante  »  junho 2021

Seja qual for a facção ou nação que se levantar contra Israel não prevalecerá. Assim como não prevalecerá qualquer “acordo de paz” para o conflito. Haverá sim, a falsa paz liderada pelo anticristo durante o início da Grande Tribulação.

Dave Hunt afirma que “Israel é o principal tópico da profecia bíblica e da mídia em geral” É citado 2.296 vezes nas Escrituras, enquanto Jerusalém aparece 772 vezes! E no Corão, pasmem, não é citada nem uma vez! Os árabes insistem em afirmar que Jerusalém é a terceira cidade sagrada do Islã. Porém a Bíblia diz que “é a cidade do grande Rei” (Mt 5.35.

É fato bíblico, que Israel está no mundo como coisa de que ninguém se agrada (Os. 8.8).Até no meio cristão há antissemitismo! Mui vero o desconhecido que disse: “Estranho que DEUS escolheu o judeu, mas mais estranho que aqueles que escolhem o DEUS dos judeus, odeiem o judeu”.

Norbert Lieth, em seu livro“Por que Justamente Israel? ” Disse: “a antipatia generalizada é objetivamente infundada. Qual a razão? Resposta: quem carrega a bênção de DEUS está debaixo da maldição dos povos. Os judeus são portadores de bênçãos para as nações, pois eles nos trouxeram CRISTO – que declarou: ‘a salvação vem dos judeus’” (Jo 4.22).Os cristãos (fiéis), por sua vez, são odiados porque proclamam o Evangelho de Jesus (fonte citada).

O assunto é mui vasto, mas é preciso limitar-me aos espaços. Assim citarei poucas passagens bem precisas sobre a origem, peregrinação terreal e o futuro glorioso de Israel!

 1. O Gênesis do Conflito. Sem consultar a DEUS, Sara precipitou-se dizendo a Abraão que gerasse da escrava o prometido. Abraão anuiu e nasceu Ismael. Depois veio o milagre do nascimento de Isaque. E aí diz a Bíblia: “Isaque cresceu e foi desmamado. Nesse dia Abraão deu um grande banquete. Vendo Sara que o filho de Hagar, a egípcia, o qual ela dera à luz a Abraão, caçoava de Isaque, disse a Abraão: Rejeita esta escrava e seu filho, porque o filho dessa escrava não será herdeiro com Isaque, meu filho” (Gn 21.8-10). Aí começou a guerra entre Ismael (árabes) e Isaque (pai de Israel). Ismael quer ser o herdeiro.

2. Nasceu lutando como um príncipe.  Jacó, antes do encontro com Esaú, lutou com um anjo. Luta em “oração intensa e súplica fervorosa” (Os12.4). Ryrie comenta: “DEUS se permitiu deixar vencer por Jacó, embora o deixasse aleijado provando que a luta não fora um simples sonho”. E disse-lhe (O Senhor): “Qual é o teu nome? E ele disse: Jacó. Então disse (o Senhor): Não te chamarás mais Jacó, mas Israel, pois como príncipe lutaste com Deus e os homens, e prevalecestes” (Gn 32.22-32). E assim tem sido até hoje. Milagrosamente Israel prevalece tirando forças da fraqueza!

3. Israel é Indestrutível.  É DEUS que o diz: “Nenhuma arma forjada contra ti prosperará” (Is 54.17).E diz mais ainda: “Os teus inimigos se alvoroçam, e os que te odeiam levantam a cabeça. Tramam astutamente …. Dizem: risquemo-los de entre as nações; e não haja mais memória do nome de Israel…. Eis que envergonhados e confundidos serão todos os que estão indignados contra ti; serão reduzidos a nada, e os que contenderem contigo perecerão” (Sl 83.2-8; Is 41.11). E assim será sempre!

4. É menina dos olhos de Deus (Zc 2.8).  “A menina do olho é conhecidamente um órgão muito sensível. O menor corpo estranho já pode irritá-lo extremamente e provocar uma reação. Tocar nos judeus é tocar em Deus”, diz Lieth. A História revela o revés dos que assim agiram: Egito, Babilônia, Roma, Alemanha, Iraque e outros tantos que sumiram ou amargam o fato de terem mexido com os judeus – sejam nações ou indivíduos, não ficarão impunes.

E assim, biblicamente, Israel jamais deixará de ser uma nação diante de DEUS: Assim disse o Senhor: Se puderem ser medidos os céus lá em cima, e sondados os fundamentos da terra cá em baixo, também eu rejeitarei toda a descendência de Israel, por tudo quanto fizeram, diz o Senhor (Jr 31:35-37). Quem é apto a tal medição?

A Igreja fiel aguarda o Arrebatamento, enquanto Israel aguarda o falso messias que o levará ao crédito da mentira e à Angústia de Jacó.

A Igreja será arrebatada. Israel sofrerá tremendamente nas mãos do falso cristo. Jesus virá no fim da Tribulação. Os judeus “verão Aquele a quem transpassaram, prantearão e crerão Nele”. E assim todo Israel será salvo (Rm 11:26). Tem início o futuro glorioso da Igreja amada e do Israel remido, reinando em perfeita paz com Jesus no Milênio! Maranata.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *