Ide, e não vinde

Radar Geral  »   junho 2022

Pr. Joel Azer (Marcos 16.15)

Nos anos de 1970, eu pastoreava uma igreja batista regular em Caçapava SP, quando evangelizando a esposa de um irmão que era membro da igreja, ela me disse: “Pastor, a maioria dos membros das igrejas não vão atrás das pessoas para falar de Jesus. Elas apenas convidam para ir visitar as mesmas”. Aquela senhora disse uma grande verdade já naqueles dias, e que hoje continua mais grave ainda. Infelizmente acabaram-se os evangelistas dentro de nossas igrejas.

Eu me converti aos 19 anos de idade. Logo em seguida, com três meses de convertido fui para o seminário. Tive um professor de evangelismo muito bom, missionário Robert Brennan. Um excelente ganhador almas entre os judeus na capital de paulista. Sua primeira pergunta na prova era esta: “Você ganhou uma alma pra Cristo? ” Se a resposta fosse “não”, a gente perdia 10% da nota que tirava. Mais adiante, fui ajudar o missionário Norman A. Nicklas, outro excepcional evangelista, ganhador de almas.

Através desses dois grandes homens de Deus eu me apaixonei pelas almas sem Cristo e evangelizei durante todos os meus 48 anos no ministério pastoral. Ganhei aquela senhora para Cristo e a batizei. Ainda hoje, me pergunto: Aonde estão os pastores, diáconos, professores da EBD e os demais crentes evangelistas?

Hoje estou aposentado do ministério e ainda continuo evangelizando. Por que? Porque as palavras de Marcos 16.15 são uma ordem. O verbo está no imperativo, ordenando, e a grande comissão é para todos os crentes. Jesus nos mandou ir a quem está necessitado, a quem está perdido, levando a mensagem de salvação. Este é o trabalho de todo crente.

 Os perdidos estão lá fora das quatro paredes do prédio da igreja. Deixar de cumprir o Ide de Jesus é pecado (Tg 4.17). Infelizmente a triste realidade é que para muitas pessoas que se dizem salvas, o ide de Jesus na grande comissão se tornou uma grande omissão. Ide e pregai o Evangelho é o que devemos todos fazer. A verdade é que a maioria tem preguiça ou medo de cumprir o Ide de Jesus. Ficam camuflando com orações e cultos dentro dos templos.

Na Grande Comissão, há três ordenanças que Jesus deu aos discípulos para cumprir: Fazer discípulos, batizá-los e ensiná-los. Mas, se não tivermos pescando almas para Jesus como iremos cumprir estes três requisitos? A Grande Comissão não foi apenas para os apóstolos. Foi para todos os seguidores de Jesus Cristo de ontem, de hoje e até que Ele volte.

Se somos seus discípulos, recebemos a ordem de ir e pregar o Evangelho a toda criatura. Isso não significa necessariamente que precisamos atravessar o mar, mas um bom começo seria atravessar a rua para falar com o seu vizinho sobre a palavra, o seu colega de trabalho, o seu colega do colégio ou da faculdade, o seu parente e por aí vai…

A igreja precisa rever suas estratégicas evangelísticas. Por mais útil que seja fornecer um lugar para as pessoas virem e ouvirem a mensagem, a ordem ainda é para irmos. Entrar em nossas comunidades e, finalmente, no mundo. (At. 1.8). Spurgeon, o príncipe dos pregadores e grande evangelista da sua época, conta que se encontrava certa noite em seu leito para dormir em Nova York, quando lembrou que naquele dia ainda não tinha falado de Jesus para ninguém. Já era meia noite e estava chovendo. Levantou-se, trocou de roupa e foi para a rua falar de Jesus para alguém.

Ao terminar a leitura deste artigo, leia estes textos na sua Bíblia: Mc.16.15; At.1.8; At.13.47; Mt.22.9; Rm.10.9.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.