Gilberto e Eneida Celeti fazem parte da história da APEC

Redação JA  »   abril 2022

Tudo tem o seu tempo determinado, e há tempo para todo propósito debaixo do céu…” (Eclesiastes 3.1)

Entendendo que é tempo de deixar as atuais responsabilidades na APEC, onde serve desde 1981, Pr. Gilberto Celeti, juntamente com sua esposa Eneida darão novos rumos à vida. Os planos são de ficar na Superintendência da APEC até o dia 30 de junho de 2022, e depois desfrutar de um ano sabático de 01 de julho de 2022 até 30 de junho de 2023.

A Diretoria Nacional da APEC designou três irmãos para conduzir a obra da durante o ano sabático. No primeiro semestre de 2022, sua principal atividade está sendo orientar e passar as responsabilidades a estes três líderes. O Pr. Dalierson Sarrazin vai cuidar das questões Institucionais e Ministeriais. O Pr. Natanael Negrão vai cuidar das questões de Literatura. O Pr. Rivaldo Maranhão vai cuidar das questões administrativas. Ao término do ano sabático, a Diretoria fará a escolha do novo superintendente, conforme o Senhor dirigir, ou poderá decidir pela continuidade da direção no sistema colegiado.

Pr. Gilberto disse que os planos dele e da esposa não são de “aposentadoria”, pelo contrário, “estamos orando para que DEUS nos mostre qual será nossa esfera de atuação na obra da evangelização das crianças. Continuamos impactados por estas palavras de nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo: ‘Não é da vontade de meu Pai, no céu, que nenhum destes pequeninos se perca’ (Mateus 18.14) ”, explicou.

Trajetória de uma vida

Quando ainda solteiro, Gilberto Celeti serviu na APEC como uma espécie de “pau para toda obra” na área administrativa, enquanto às noites se preparava teologicamente, vindo a formar-se bacharel em teologia. Concluiu, também, naquele período, o Curso Oficial da APEC, com a duração de um ano, formando-se no Instituto de Liderança, o curso superior da APEC.

Na época do seu casamento, ele servia na área administrativa da APEC e nos fins de semana servia numa das congregações da sua Igreja, no bairro Jardim das Oliveiras, na divisa de São Paulo com Itaquaquecetuba.

Em 1980, tendo sido consagrado pastor, passou a servir como pastor auxiliar em uma Igreja no Bairro Água Rasa, em São Paulo, continuando na área administrativa da APEC. Em 1981, aceitou o desafio de dedicar-nos integralmente à obra da APEC, sendo recebidos como missionários. Assim, licenciou-se das atividades na Igreja e serviu em São Paulo, nos anos 1982 a 1986, nos setores de Treinamento, de Ministérios nas Escolas Públicas e de Acampamento com temporadas de férias para crianças e adolescentes.

Gilberto fez naquele período, junto a outros irmãos, projetos semanais de evangelização de crianças de rua, nas noites e madrugadas de sexta-feira para sábado. Serviu de 1986 a 1993 no estado do Rio de Janeiro, coordenando todas as atividades da APEC. Ele e Eneida sempre tiveram na mente e no coração que O MELHOR DO BRASIL É A CRIANÇA.

Ainda no Rio de Janeiro, na Região Metropolitana iniciou o Projeto “Kombi Boas Novas”, alcançando crianças em favelas e praças nos bairros mais carentes. Manteve programas de rádio semanais durante três anos e meio, falando para pais e professores (Crianças Já), e para crianças (Pra Você, Criança). Teve um Programa muito ativo de Curso por Correspondência. Realizou o Projeto “Crianças da Praia de Piratininga para Cristo” (em Niterói), de duas semanas; este foi um projeto-piloto, que levou à realização de muitos outros projetos. Em 1991, fizemos um Projeto semelhante em Portugal.

De volta a São Paulo, Gilberto serviu de 1993 a 1999 na Área Ministerial da APEC Nacional, realizando Projetos em todas as regiões do Brasil, buscando chegar em locais e crianças menos alcançados. Neste período teve início, também, o Projeto “Crianças da África Portuguesa para Cristo”.

De 1999 até o momento (1º semestre de 2022), Pr. Gilberto tem servido na Superintendência Nacional da APEC no Brasil, continuando com os Projetos no Brasil e em vários países da América Latina. O projeto na África teve continuidade e o pessoal teve a alegria de ver a APEC formada em todos os países da África Portuguesa com obreiros locais: Angola, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique e São Tomé e Príncipe.

Ampliando o trabalho dentro do Brasil, teve início o Projeto “Crianças Indígenas para Cristo”, tendo a alegria de ver a APEC presente atualmente em quatro etnias, com missionários indígenas servindo entre o seu próprio provo: Baniua, Tikuna, Xerente e Zoró.

Pr. Gilberto tem servido, ainda, na ministração de aulas, cursos, palestras e em pregações. Em várias oportunidades ficou à frente do Instituto de Liderança para o Ministério com Crianças, não só em Mairiporã, mas também em Moçambique, Guiné-Bissau e uma vez no interior do Amazonas, à beira do Rio Urubu, a 180 km de Manaus.

Falando sobre ele e a esposa, Pr. Gilberto diz: “Servimos, eu e Eneida, ela principalmente, na Área da Literatura. Durante anos Eneida esteve à frente da revista ‘O Evangelista de Crianças’, que cresceu, tornando-se uma Revista de porte grande, trazendo em cada edição uma lição visualizada encartada. Embora por um período afastada deste setor, ela tem estado nos últimos anos servindo nas tarefas de preparação dos textos e revisões das lições e outros produtos da APEC, a meu lado. Também pude servir escrevendo textos, lições e livros, alguns deles com várias edições. Pessoalmente, tive o privilégio de receber, da Associação de Editores Cristãos (ASEC), o prêmio Areté por duas vezes, por dois livros. Foi uma grata surpresa receber o prêmio Areté de Personalidade Literária no ano de 2018”.

Em 2021, a APEC completou seu 80º aniversário de trabalho no Brasil. Pr. Gilberto e Eneida servem à entidade, mais da metade desse tempo. Ele há quarenta e oito anos e Eneida há quarenta e três anos.

Para o casal Celeti, a evangelização e o discipulado das crianças devem ser encarados, por todos os cristãos e cada igreja, como uma prioridade máxima.

Em 2021, a APEC completou seu 80º aniversário de trabalho no Brasil. A evangelização e o discipulado das crianças devem ser encarados, por todos os cristãos e cada igreja, como uma prioridade máxima.

Contatos:                                                   

Gilberto: gilceleti@gmail.com WhatsApp (11) 9.8350-1474

Eneida: eneidarangelceleti@gmail.com WhatsApp (11) 9.9234-6336

Para contribuir, a conta é: Banco do Brasil – Ag. 1545-8 – CC. 15052-5

PIX: 528.129.018-53 (o número do CPF). Envie o comprovante.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.