Fé – o energético da superação

Edgar Donato  »  novembro 2020

Se uma mãe dá à luz uma criança com retardamento mental sério, nenhum livro de autoajuda acabará com seu sofrimento. Jovens nos bairros mais ricos matam colegas na escola. Crises conjugais nem sempre são resolvidas e se chega a um acordo.  A morte virá para todos um dia e toda fé que não contar com essas complexidades não vai durar.

Em resumo: Ser humano é prejudicial à saúde. Diferentemente dos anjos, os seres humanos têm câncer, perdem o emprego e passam fome. Precisamos de uma fé que, de alguma forma, nos permita a possibilidade da alegria em meio ao sofrimento; além da dura realidade, uma fé que louva em meio a dor.

“Depoimento de um pastor: Servi 31 anos. Lidei com dois tipos de fé. Uma diz “se”, a outra, ‘ainda que’.  Uma diz: “Se tudo estiver bem, se minha vida prosperar, se eu for feliz, se nenhum ente querido morrer, se eu tiver sucesso, então crerei em Deus, farei minhas orações, irei à igreja e darei do que disponho. A outra diz: “Ainda que a causa do mal prospere, ainda que eu sofra no Getsêmani, ainda que eu beba do cálice no Calvário, ainda assim, e principalmente então, confiarei no Senhor que me criou. ” Por isso, Jó exclamou: ‘Ainda que ele me mate, confiarei nele.’”([i])

Precisamos de uma fé que nos sustente no dia mal, uma fé “sustança”, uma fé que nos arrebata, nos mobiliza, nos leve para a frente, uma fé viva, uma fé que seja um tônico, um energético. O que é um tônico?  É um revigorante quando estamos nos sentindo fracos, desanimados ou uma combinação de vitaminas.

Não há vacina para o Covid, mas há um antídoto para a má atitude! O alimento é uma das essências da vida, assim como o ar, a água, o abrigo… A fé é uma das essências da vida cristã. Somos salvos pela fé na morte substitutiva de Jesus por nós na cruz. Cada um dos benefícios derivados da morte de Cristo na cruz chega até o cristão pela porta da fé.

Somos justificados pela fé e temos acesso a Deus, santificados pela fé, “o justo viverá pela fé. ” Cristo habita em nossos corações pela fé, nos aproximamos de Deus com liberdade e confiança pela fé.  Pela fé herdamos as promessas, as vitórias para Deus são alcançadas mediante a fé. Pela fé vencemos a oposição, os sofrimentos e até a morte. Desde o momento da salvação até a entrada no céu, a fé é a chave.

A Bíblia menciona 29 vezes os cristãos como crentes. Jesus avaliou várias vezes a fé dos discípulos:  5 vezes “Ó homens de pouca fé” 3 x “falta de fé. ” Perguntou: “Como é que não tendes fé? ” “Onde está a vossa fé? ”  Ele falou dez vezes quanto a sua decepção com a pouca ou nenhuma fé mostrada pelos discípulos. Talvez tenha sido a sua maior decepção com eles. Jesus está satisfeito com a sua fé?

[ii]“O bom senso comum deveria dizer-nos que qualquer coisa que não transforme a pessoa que a professa, também não faz diferença para Deus. ”

Não podemos deixar de observar, para um número incontável de pessoas a mudança da falta de fé para a fé não faz uma diferença real na vida delas.  Jesus exortou os discípulos a terem mais fé: “Tende fé em Deus – Mc 11.22. Os seus discípulos pediram a sua ajuda: “Aumenta-nos a fé” – Lc 17.5.  O cristianismo é chamado de “a fé” – At 16.5

A fé é a chave para grande parte da eficácia da sua oração. Constantemente a nossa fé é posta à prova. A Bíblia fala de pouca fé, nenhuma fé, fé morta, fé fraca, fé deficiente, fé inútil, fé vã. Ela também fala de fé sólida, fé sincera, grande fé, fé santa, fé preciosa, fé crescente, fé fortalecida e fé completa. Jesus é o Autor e consumador da nossa fé.  As pessoas podem ser cheias de fé, assim como podem ser cheias do Espírito. Barnabé era um homem cheio do Espírito e cheio de fé.  Se você quer andar com Deus precisa ter fé. É impossível andar com Deus sem fé, é impossível agradá-lo sem fé.

A não ser quer você não queira andar com Deus. E andar sem Deus é andar desprotegido, é andar sem luz, perdido, sem proteção. Aquele que se aproxima de Deus é chamado não só para crer que Ele existe, mas que é recompensador daqueles que o buscam. Hebreus 11.6

Muitos acham que viver pela fé é ter paz e tranquilidade em toda sua vida. As circunstâncias mudam; estamos envelhecendo, nossos amigos também. “O nosso interior se renova. ” Possível melhorar por dentro e não piorar. Apesar das provações, perdas, prejuízos, doenças…

Não gostamos de passar por sofrimento, enfermidade, lutas financeiras, mas essas situações geram oportunidades para termos uma fé mais forte.


1 Apud  (George Everett Ross) O Deus Invisível, Philip Yancey,  Editora Vida, p. 46, 87

2 A. W. Tozer, O Melhor de, p. 145.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *