Estabilidade emocional = Tempo diário com Deus

Sulamita Silva  »  maio 2021

Nossa vida é feita de escolhas e decisões. Todos os dias nos deparamos com situações, coisas e pessoas que tentam chamar nossa atenção e determinar nossas prioridades. Nestes últimos meses, o medo e a insegurança têm tomado conta do mundo e o desespero tem sido evidente em muitas vidas. A saúde mental e espiritual de muitas pessoas tem sido fortemente afetada pela dura realidade da pandemia. O que fazer?

Em Lucas 10.38-42 encontramos a história de duas irmãs: Marta e Maria. Ambas amavam a Jesus e tinham o desejo de servi-lo. No entanto, neste episódio vemos que cada uma portou-se de forma diferente ao receberem Jesus em sua casa. Enquanto Marta ocupava-se nos afazeres domésticos, Maria estava aos pés de Jesus ouvindo atentamente seus ensinos. As palavras de Jesus ditas sobre Maria, nos desafiam. Ele, voltando-se para sua irmã Marta, disse: “Maria escolheu a melhor parte e esta não lhe será tirada” (Lc 10.42).

Maria escolheu” – Isto não dá a Maria uma posição de mais espiritual que sua irmã ou não há provas de que ela tivesse uma natureza superior. Ela escolheu deixar de lado os atrativos e obrigações que se apresentavam a ela naquele momento, para ficar aos pés do Senhor. Deus não pode falar a um coração que não esteja totalmente disposto a ouvi-lo. O tempo que reservamos para estar aos pés de Cristo nos capacita para as lutas dando-nos estabilidade emocional e espiritual a despeito das adversidades.

A melhor parte” – Maria escolheu com base no seu discernimento de valores. A escolha de Maria é a única coisa boa, necessária e obrigatória, pois o próprio Jesus afirma que “…pouco é necessário ou mesmo uma só coisa…e esta não lhe será tirada” (Lc. 10.42). É um desafio diário separarmos um tempo para ficarmos a sós com nosso Mestre para ouvirmos suas instruções e nos deleitarmos em sua presença. Porém, sem essa prática, não teremos uma vida cristã abundante como nos é proposta por Jesus em João 10.10.

Quando reservamos um tempo para estar com Deus em estudo e oração, recebemos dele. Aprofundamos nosso relacionamento com Ele. Concordo com Jean Fleming, em seu artigo publicado na revista Lar Cristão, quando afirma: “O tempo despendido na presença de Deus desenvolve nossa percepção e receptividade à Sua vontade. Também aumenta nosso amor por Ele e nos fortifica para que ministremos a outros”.

Elizabeth George chama esse tempo com Deus de “A GRANDE TROCA”. Ela afirma: “Longe do mundo e fora das vistas dos outros, troco meu cansaço por Sua força, minha fraqueza por Seu poder, minha escuridão por Sua luz, meus problemas por Suas soluções, meus fardos por Sua liberdade, minhas frustrações por Sua paz, minha agitação por Sua calma, minhas esperanças por Suas promessas, minhas aflições por Seu bálsamo e conforto, minhas perguntas por Suas respostas, meu embaraço por Sua sabedoria, minha dúvida por Sua garantia, meu nada por Seu grandioso tudo, o temporal pelo eterno e o impossível pelo possível.”

Jeremias 17.8 diz: “Por que ele é como árvore plantada junto às águas, que estende suas raízes para o ribeiro e não receia quando vem o calor, mas a sua folha fica verde; e no ano de sequidão não se perturba nem deixa de dar fruto”. Às vezes somos tentados a não dar a importância devida a esse tempo que reservamos para nosso crescimento espiritual. Porém a vitalidade e estabilidade de uma árvore depende de quão profundas e alimentadas sejam suas raízes.

Quero concluir com as palavras do salmista em Salmo 25.14: “A intimidade do Senhor é para os que o temem, aos quais Ele dará a conhecer a Sua aliança”.

Que possamos experimentar essa gloriosa realidade em nossas vidas ao reservarmos diariamente um tempo a sós com Deus.

Sulamita Souza Brandão Silva, é enfermeira, graduada pela Universidade de Caxias do Sul e pós-graduada em saúde pública pela Universidade Norte do Paraná.  Casada com Pr. Cosmo Silva, missionários batistas independentes, atuando em Nova Petrópolis RS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *