Entretenimento a serviço do reino das trevas

Genaina Reder  »   novembro 2021

Que a família é projeto de Deus todos nós cristãos sabemos e não temos dúvida. 
Deus conduz toda a história da humanidade por meio de famílias. Começou com Adão e Eva, e ali, depois da queda, satanás já percebeu que se atacasse a família de Adão, atacaria a principal obra da criação divina, assim ele providenciou para que o primeiro homicídio acontecesse dentro de uma família.
A partir daí o que Deus tinha como propósito abençoar e unir, satanás trabalhava para dividir e amaldiçoar. Foi assim com a família de Abraão e toda a descendência humana depois dele, e ao longo do tempo muitas histórias de traição, assassinatos, mentiras e idolatrias foram sendo escritas, até chegarmos nos nossos dias.

As técnicas de ataque de satanás têm se aperfeiçoado. O próprio curso da história colaborou para isso, consequência da queda humana, do pecado. Todos os movimentos políticos, sociais e econômicos ao longo do tempo fizeram acirrar as lutas internas nas famílias. Se tem algo que satanás tem se dedicado a fazer é trabalhar para desconstruir a família criada sob a perspectiva de Deus. A família foi criada para glorificar a Deus, e tudo que satanás tem feito é operar nas famílias desconfigurando o propósito de Deus. Sob essa perspectiva, temos vivido um tempo onde a configuração familiar criada por Deus tem sido persistentemente atacada e desconfigurada.

O Papel do homem, da mulher, do pai, da mãe, dos filhos, tudo isso tem sido questionado e colocado em xeque. O propósito da desconstrução é tanta que até tentaram transformar Deus em mulher. Em 2018 a cantora Ariana Grande lançou uma música onde afirmava que Deus era uma mulher. Em 2019 uma a diretora de cinema Teona Strugar Mitevska propôs o filme Deus É Mulher e Seu Nome É Petúnia, e por aí vai. Super-Heróis também estão sendo desconstruídos e a mídia junto com a internet tem sido colaboradores incansáveis de satanás nesta empreitada:  destruir a família! Feita esta introdução quero voltar nossa atenção para nossas crianças, que têm sido alvo constante dos ataques satânicos. Ele bem sabe que se atinge os filhos, por consequência atinge os pais e desestrutura toda a família.

Quem em sã consciência consegue dizer que está tudo bem viver em uma família onde as figuras de pai e da mãe não são respeitadas e honradas?
Onde irmãos se digladiam?
Onde marido e mulher se traem?
Onde reina a desconfiança e a falta de amor e cuidado mútuo?
É isso que a mídia e a internet tem feito com as famílias, com lares, e pasmem, nem os lares cristãos estão livres destes ataques, pelo contrário, são seus principais alvos, já que aqueles que estão no mundo já lhes pertencem. As estratégias de satanás são as mais variadas, mas ultimamente a indústria do entretenimento tem se superado.

Os últimos desenhos propostos às crianças nada têm de inocente, mas são propostas deliberadas e bem pensadas para alcançar a mente e o coração de nossas crianças e inverter todos os valores que nós cristãos temos ensinado e defendido.

Nesta esteira chamo a atenção para o desenho lançado neste mês de outubro pela Netflix (na verdade uma série com uma temporada e dez episódios) destinados a faixa etária de 10 anos, mas que está totalmente equivocada quanto a essa classificação de idade (ou não é equívoco, é proposital), pois exibe cenas e mensagens que nenhuma criança de até 10 anos deveria ter acesso, deveria assistir, chama-se “um conto sombrio dos grimm”, cujo título original é A Tale Dark and Grimm.
A série apresenta elementos sombrios como canibalismo, decapitação, abandono de crianças e idas ao inferno. A história que tem como protagonistas os irmãos João e Maria, entre outras cenas inapropriadas, mostra o pai decapitando os próprios filhos. Cenas chocantes de violência explicita em forma de desenho animado, regada a sarcasmo e mensagens sublimares onde o inferno é apresentado de forma “light”, a figura de satanás não é tão terrível assim, os pais não são aqueles em quem as crianças podem confiar e saber que serão cuidadas e protegidas, a casa não é mais um lugar seguro e o melhor a fazer é fugir dali e procurar outra família, outros pais. Isto é um resumo bem superficial de tudo o que a série ensina, existem inúmeros outros ensinamentos e mensagens diabólicas sendo propagadas ao longo da história.

Não recomendo que assistam, mas se quiserem assistir, façam isso longe das crianças, não é saudável elas assistirem nem acompanhadas dos pais. Se quiserem um resumo mais detalhado da série assistam veja esse vídeo:

Meu objetivo aqui é de alerta. Precisamos orar muito pelos nossos filhos e crianças, por nossas famílias e estarmos muito atentos ao que eles assistem e ouvem como entretenimento.
Estamos em guerra contra o reino das trevas e cada dia o cerca se fecha mais. Porque não temos que lutar contra carne e sangue, mas, sim, contra os principados, contra as potestades, contra os príncipes das trevas deste século, contra as hostes espirituais da maldade, nos lugares celestiais (Efésios 6.12).
E 2 Coríntios 10:4 “Porque as armas da nossa milícia não são carnais, mas, sim, poderosas em Deus, para destruição das fortalezas”.

Que Deus nos fortaleça e capacite

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *