Como neblina, porém proveitoso

Heliamar Marques  »   julho 2022

“Atendei, agora, vós que dizeis: Hoje ou amanhã, iremos para a cidade tal, e lá passaremos um ano, e negociaremos, e teremos lucros. Vós não sabeis o que sucederá amanhã. Que é a vossa vida? Sois, apenas, como neblina que aparece por instante e logo se dissipa. Em vez disso, devíeis dizer: Se o Senhor quiser, não só viveremos, como também faremos isto ou aquilo. ” Tiago 4.13-15.

Tiago escreve sua carta aos judeus cristãos espalhados pelo mundo, com o objetivo de encorajar, animar, confortar os oprimidos e corrigir algumas tendências na conduta, principalmente com relação às responsabilidades da vida cristã. No versículo 13 do capitulo 4, os judeus itinerantes que desenvolviam comércio altamente lucrativo pelo mundo diziam: “Hoje ou amanhã, iremos para a cidade tal, e lá passaremos um ano, e negociaremos, e teremos lucros”, com certeza não há nada de errado em planejar, programar rotas, estabelecer estratégias e tecer segundo plano caso o primeiro não dê certo, em síntese, coisas feitas através de planejamento, tem maior possibilidade de darem certo, mas, o problema registrado na epístola de Tiago da atitude dos comerciantes, é uma manifestação mundana, de deixar Deus de fora dos seus planos materiais e só pensar em lucrar e aumentar seus bens, bem como, deixavam a ansiedade pelo dia de amanhã e pelo futuro invadirem suas almas, e, Tiago, com autoridade vinda de Deus, os exorta dizendo: “Vós não sabeis o que sucederá amanhã. Que é a vossa vida? Sois, apenas, como neblina que aparece por instante e logo se dissipa”. “Em vez disso, devíeis dizer: Se o Senhor quiser, não só viveremos, como também faremos isto ou aquilo”.

Muitas vezes, agimos como esses mercadores, traçamos os mais belos planos, aos nossos olhos, mas, não perguntamos a Deus se é a vontade dEle, desejamos apenas ter lucro.

A verdade é que não sabemos o que nos sucederá daqui a pouco, mas Deus sabe, Ele é onisciente e conhece o nosso futuro, se o que planejamos será concluído ou não, por isso devemos colocar Deus em nossos planos, deixá-Lo agir no momento dEle e agirmos no nosso momento, não manipulando as situações, mas, com sabedoria, sensibilidade e prudência deixarmos Deus nos guiar.

Mas, como saber se aquele plano é da vontade de Deus e ainda ter uma vida proveitosa?  Não tem segredo, é muito simples, o problema é que, esperamos que Deus nos revele sua vontade através de algo milagroso, e por ser tão simples, achamos que não vai resolver, mas convido a todos quanto querem colocar Deus em seus planos, deixá-Lo guiar suas vidas e ter planos concretizados de acordo com a vontade de Deus, a começar a ler a palavra de Deus, não aquela leitura sistemática, mas uma leitura que combine com estudos e compreensão do texto, seguido de meditação e deixando Deus falar ao coração, em Tm. 3.16-17 está escrito: “Toda a Escritura é inspirada por Deus e útil para o ensino, para a repreensão, para a correção, para a educação na justiça, a fim de que o homem de Deus seja perfeito e perfeitamente habilitado para toda boa obra.”, e Hb. 4.12 “Porque a palavra de Deus é viva e eficaz, e mais penetrante do que espada alguma de dois gumes, e penetra até à divisão da alma e do espírito, e das juntas e medulas, e é apta para discernir os pensamentos e intenções do coração. ” Esses versículos nos provam o quanto a palavra de Deus é poderosa para nos capacitar a viver proveitosamente, nos guiando, direcionando e transformando.   

Além do estudo da palavra de Deus devemos colocar em prática também: 1 Ts. 5.16-18 “Regozijai-vos sempre. Orai sem cessar. Em tudo, dai graças, porque esta é a vontade de Deus em Cristo Jesus para convosco.”

Ler, meditar, estudar a palavra de Deus, alegrar nEle, orar sempre e dar graças em todas as ocasiões, é chave para uma vida que em seus planos coloca Deus e faz a vontade dEle, apesar de passar rápido, como neblina, o nosso viver será proveitoso para honrar, glorificar e exaltar: “Deus criador dos céus e da terra”, “Porque dele, e por ele, e para ele, são todas as coisas; glória, pois, a ele eternamente. Amém. ” Rm. 11.36.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.