Como ajudar seus filhos durante a pandemia

Betânia Thompson  »   junho 2021

Perspectivas de uma diretora

Queremos que as coisas voltem ao “normal”.  Pessoas estão sendo vacinadas, mas vai demorar para chegar a toda população. Reportagens anunciam que os anos de 2020 e 2021 trouxeram prejuízos irreversíveis. Mesmo com aulas presenciais em alguns dias da semana, estamos longe do ideal.

Até quando receberemos notícias de pessoas contraindo Covid, empresas fechadas e restrições para escolas?

Acredito que ainda lidaremos com estes desafios e suas repercussões por um bom tempo e é importante refletir sobre a aprendizagem de seus filhos e como a família pode minimizar os efeitos negativos. Neste período, tenho visto crianças aprenderem a ler, escrever, multiplicar e muito mais. Tenho visto crianças se desenvolvendo em seu nível e além, mas também tenho visto crianças com grandes dificuldades. A diferença entre estes dois extremos é a família. Entendo que a situação tem sido um grande desafio para todos. Há pais trabalhando em home office que não conseguem acompanhar o filho que está assistindo aulas remotas ao lado. Há outros que têm que deixar os filhos com outro parente ou babá para acompanhá-los. Do outro lado tem o professor que gasta metade da aula pedindo para os alunos acharem seus materiais, abrir e fechar microfones, que lida com distrações de cada ambiente e ainda tenta cumprir todo o conteúdo. Não podem andar pelas fileiras e ver se escreveram corretamente ou até se estão na página correta. Ao invés de juntar todas as avaliações de uma vez, vem chegando eletronicamente alternadas, multiplicando o tempo para corrigi-las.

Após 14 meses de pandemia, alguns ainda não entenderam que a escola não consegue fazer tudo que fazia antes, mesmo se desdobrando. A criança sairá prejudicada se a família não se envolver.

Como melhorar o desenvolvimento dos seus filhos?

Vigie suas emoções e procure aconselhamento pastoral se precisar. Há crianças ansiosas, desinteressadas e tristes, pois, estão espelhando as emoções das pessoas ao seu redor. A pessoa que acompanha deve ser uma pessoa que cobra tarefas e incentiva a criança. Elas não têm a maturidade de estudar sem cobrança, e todas trabalham melhor com elogios, por isso precisam recebê-los de casa. Ajude o aluno a organizar seu material antes do início de cada matéria. Minimize as distrações do ambiente colocando a criança para sentar com o dispositivo virado para um local da casa onde não tem muito movimento. Verifique se estão acompanhando e quando necessário, avise ao professor que a criança tem dúvidas. Converse com seus filhos. Dê-lhes oportunidades para conversar com outras crianças fora das aulas e também para gastar energia. Pois com este apoio as crianças têm todo potencial de acompanhar e até ultrapassar o esperado.

Não desistam, pois, este tempo nunca mais voltará. O segredo do sucesso é o segredo de todos os desafios da vida. Josué 1:8 disse, “Não se aparte da tua boca o livro desta lei; antes medita nele dia e noite, para que tenhas cuidado de fazer conforme a tudo quanto nele está escrito; porque então farás prosperar o teu caminho, e serás bem-sucedido.” Pegue sua força com seu tempo a sós com Deus. Ele é fiel ao capacitar a todos (I Ts 5:24).

Se desejar saber mais sobre educação fundamentada nos princípios da Bíblia, leia a nosso próximo artigo e acompanhe o que Deus está fazendo na área de material didático para escolas cristocêntricas: 
fundamentocristao.com.br ou ligue para (62) 3954-0061.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *