Ainda que eu não entenda

Selma Agnesini  »   março 2022

Creio que vivemos os últimos dias com momentos alarmantes e incompreensíveis a cada dia. Você pode estar orando para que Deus mude uma situação, para que cure uma doença, para que lhe devolva o emprego perdido, para que console seu coração por entes queridos que se foram ou talvez para que seus projetos se realizem e a resposta não chega.

Outros podem já ter jogado a toalha. Sentem-se velhos para pôr em prática aquele plano antigo, param de sonhar, decretam sua dependência dos outros, só comentam sobre as desgraças que estão ocorrendo, as catástrofes que estão acontecendo e começam a contagem regressiva do tempo que lhes resta.

Há momentos em que me sinto assim e dobro os joelhos pedindo perdão a Deus por minha falta de fé nas promessas do Senhor. E Ele me lembra de Moisés, o grande líder de Israel que passou 40 anos na corte egípcia, 40 anos no deserto de Midiã apascentando rebanhos, 40 anos conduzindo o povo hebreu à terra prometida, passou por duras provas, mas em Dt 34.7 a Palavra de Deus diz sobre ele: “…. “Era Moisés da idade de cento e vinte anos quando morreu; os seus olhos nunca se escureceram, nem perdeu o seu vigor”.

Também me lembro de meu pai que, aos 84 anos, Deus o chamou, mas pouco antes de partir ainda trabalhava como mestre de obras, subindo em telhados e amassando cimento. Assim como minha sogra que, com mais de 80 anos, sentava na máquina de costura e confeccionava roupinhas para as crianças das creches e distribuía no Natal.

Como continuar em qualquer circunstância e idade, mesmo sem entender o que está acontecendo? Sabemos que estamos nos últimos dias antes da volta de Cristo, mas como conciliar tudo isso com a tristeza e a amargura que fazem tanto mal à nossa vida? Por isso o salmista nos ensina no Salmo 37.3: “Confia no SENHOR e faze o bem; habitarás na terra e, verdadeiramente, serás alimentado”.

Uma coisa é confiar no agir de Deus para fazer algo que pedimos, outra é confiar em Deus para deixar Ele agir em nós através de algo, quando tudo ao seu redor parece desmoronar e você não consegue entender o que está acontecendo. Mas confiar em Deus é uma decisão. Talvez você esteja em uma situação que parece que a vida acabou. Mas eu quero levá-la a crer que com a ajuda de Deus você pode reconstruí-la. Não importa o quão longe você está de Deus, Ele sabe onde você está agora. Não há distância para Deus que seja longe demais e Ele pode usar alguém que está ao seu lado para suprir suas necessidades e acabar com seus temores, assim como pode usar você para ser esse apoio aos que desistiram de confiar.

Em Isaías 40.29-31 diz: “Dá força ao cansado, e multiplica as forças ao que não tem nenhum vigor. Os jovens se cansarão e se fatigarão, e os moços certamente cairão; mas os que esperam no Senhor renovarão as forças, subirão com asas como águias; correrão, e não se cansarão; caminharão, e não se fatigarão”.

Então o que você faz quando as coisas estão acontecendo em sua vida e você não entende o porquê?  Ora, Espera e Confia. E essa atitude pode estar semeando o bem na vida de outras pessoas que talvez estejam em pior situação e buscam sua ajuda. Pense nisso.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.